quinta-feira, 29 de julho de 2010

Corretor Marcelo Gil aponta engano na colocação de placa na imigrantes para a Ecovias



Clique na foto para ampliá-la e veja os detalhes.
(Imigrantes em 29.07 ás 8:30 da manhã).


O Corretor MARCELO GIL, em constante movimentação pelo Estado de São Paulo, apontou para a Ecovias, empresa responsável pelo sistema Imigrantes / Anchieta, que há uma placa em local indevido na Imigrantes.

A placa que deveria estimular os condutores de veículos a permanecer na direita esta localizada a esquerda da pista.

Confira agora o teor da comunicação do Corretor para a Ecovias feita pelo sistema "Fale Conosco" em 29.07, ás 19:00h ;

Prezados Senhores e Senhoras da Ecovias,

Saudações !!!

Há um engano na localização de uma placa no sistema Imigrantes / Anchieta.

A placa informa : SIGA O MEU EXEMPLO ANDE PELA DIREITA.

Só que a placa está na esquerda da pista, o que é literalmente absurdo.

Nesse sentido, coloco a vossa disposição fotos para as vossas providências no blog : www.soucidadaoparticipativo.blogspot.com

Grato pela atenção e certo de que providências se cabiveis serão tomadas, abaixo subscrevo em 29.07.2010,

MARCELO GIL.
  

***************************************************************************************************************************


***************************************************************************************************************************

segunda-feira, 26 de julho de 2010

PRODUTO DA KNORR EM POTE NÃO PODE SER COMPARADO A "CALDO DE GALINHA" FEITO EM CASA !!!



Produto da Knorr não pode ser comparado ao caldo de galinha feito em casa, poís contém substâncias artificiais.

A Knorr lançou recentemente o produto Potinho de Caldo, nos sabores galinha, carne e legumes.

A novidade nada mais é que uma variação do tradicional caldo industrializado, vendido em tabletes e em pó. O produto custa cerca de R$ 1,99 com 2 potinhos de 33g cada e rendimento de 1litro para cada pote.

No comercial veiculado em canais de TV e nos rótulos, o produto é comparado a um caldo feito em casa. O anúncio afirma que o produto é “natural”. Entretanto, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor analisou o rótulo e a lista de ingredientes, e identificou uma série de componentes artificiais, como realçadores de sabor, aromatizante, espessantes, acidulante e corantes.

Um consumidor desavisado poderia entender que não foi adicionado nenhum aditivo químico ao produto. Afinal, um caldo “feito em casa” não tem nenhuma destas substâncias.

SAL EM EXCESSO ;

Em relação à composição nutricional, apesar de ter menos sódio que todos os caldos de galinha que A PRO TESTE testou, ainda assim foi considerado o teor elevado.

De acordo com a tabela de informação nutricional, uma porção tem entre 700mg (sabor carne) e 753mg (sabor galinha) de sódio, o que equivale a 29% e 31% do valor diário recomendado deste nutriente para adultos, baseados em uma dieta de 2000kcal.

Para se ter uma ideia, o sal é o segundo componente da lista de ingredientes, ou seja, o segundo nutriente em maior quantidade no produto, perdendo apenas para a água.

Diante disto, prefira os temperos naturais e faça seu próprio caldo em casa.

Sua saúde agradece !!!

Fonte : Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Associe-se já : www.proteste.org.br

****************************************************************

segunda-feira, 19 de julho de 2010

ELEIÇÕES 2010 : EXERÇA A SUA CIDADANIA VOTE EM TRÂNSITO !!!



Uma boa notícia para os eleitores que vão estar longe de casa durante as eleições.

Se você estiver morando temporariamente fora da cidade em que vota, ou planeja uma viagem, ainda assim poderá escolher o próximo presidente com o chamado voto em trânsito.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a novidade é válida exclusivamente para as eleições presidenciais (1º. e 2º. turnos) e para o eleitor que estiver em qualquer capital do país.

Para solicitar o voto em trânsito, você deve se dirigir a qualquer cartório eleitoral do país, levando seu título de eleitor e um documento de identidade com fotografia. Você também deverá informar em qual capital vai estar no dia do pleito.

O prazo para a requisição se encerra no dia 15/08. Até esta data, o eleitor que fizer a solicitação poderá cancelar o pedido ou mesmo alterar a cidade em que pretende votar. A seção de votação será divulgada no site do Tribunal Superior Eleitoral a partir do dia 5 de setembro.

Uma vez definida a seção especial para o voto em trânsito, você não poderá votar em outro local, nem mesmo em seu domicílio eleitoral. Em caso de imprevisto, você deverá justificar sua ausência em qualquer mesa receptora de justificativas, inclusive no seu próprio domicílio eleitoral, menos na capital que escolheu para votar.

Fonte : Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Associe-se já acesse : www.proteste.org.br

****************************************************************

sexta-feira, 16 de julho de 2010

ALERTA : CACHORRO QUENTE DE RUA PODE ESTAR CONTAMINADO !!!



A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (PROTESTE), e a Coordenação de Vigilância em Saúde do Município de São Paulo (COVISA), encontraram contaminação em 26,6% dos cachorros-quentes analisados durante pesquisa em São Paulo.

EVITE PROBREMAS ;

Fique bastante atento ao comprar cachorros-quentes na rua, pois as chances de você ingerir um alimento contaminado são altas. Essa é a conclusão de um estudo realizado entre janeiro e março de 2010 acompanhado pela PROTESTE e realizado pela COVISA, com 30 vendedores da capital paulista.

Quase um terço dos produtos estava contaminado.

Você pode sofrer intoxicação alimentar.

De maneira geral, os produtos condenados tinham contaminação por material fecal e que podiam ainda causar intoxicação e/ou infecção alimentar. Vômitos, diarreia, dores abdominais e febre são alguns dos sintomas que quem ingere esses alimentos contaminados pode apresentar.

A contaminação foi indicada pela presença, nos cachorros-quentes, dos seguintes microrganismos:

Coliformes fecais e Escherichia coli

Estafilococos coagulase positiva

Clostrídio sulfito redutor

A PROTESTE E A COVISA DEFENDENDO VOCÊ ;

A COVISA informou que o resultado da pesquisa ajudou na elaboração de novas estratégias frente ao resultado observado. Uma delas é a convocação para os cursos de Boas Práticas de Alimentos, direcionados aos manipuladores (mesmo os que já tenham realizado). Além disso, a entidade vai fazer análises microbiológicas nas mãos dos manipuladores dos alimentos contaminados.

Veja abaixo como você pode identificar os vendedores de cachorro-quente que apresentam boas práticas de higiene. Identifique os vendedores higiênicos ;

1) O atendente não manipula alimentos e dinheiro ao mesmo tempo;

2) Os molhos e condimentos (como catchup e maionese) são oferecidos em sachê ou em embalagens fechadas e etiquetadas, mantidas sob refrigeração.

3) Não existem caixas de madeira ou de papelão na área de manipulação.

4) A apresentação e comportamento do atendente:

5) Unhas curtas e limpas,

6) Barba feita ou aparada,

7) Não tossir, espirrar ou falar em cima dos alimentos.

8) Uso de luvas e se elas são trocadas após trocar de função – como preparar o cachorro-quente e pegar uma lata de bebida logo em seguida.

9) Uso de toalha de papel, no lugar de pano de prato para secar utensílios.

10) A salsicha é armazenada em alta temperatura (acima de 65ºC) e não em temperatura ambiente.

11) Acompanhamentos como milho, ervilha, queijo ralado, purê de batata, molho vinagrete estão refrigerados.

12) A lixeira é de acionamento por pedal e com tampa.

13) Os manipuladores usam toucas para evitar que caia cabelo nos alimentos.

COMO FOI REALIZADO O ESTUDO ;

O estudo foi realizado por meio da aplicação de questionários aos 30 comerciantes para avaliar as condições de higiene dos pontos de venda e coleta de 30 amostras de cachorro-quente para análise microbiológica, realizadas no Laboratório de Saúde Pública da COVISA.

Fonte : Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Associe-se já, acesse : www.proteste.org.br

****************************************************************

terça-feira, 13 de julho de 2010

ANTIBIÓTICO TERÁ " VENDA CONTROLADA " EM TODO BRASIL !!!



A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, PROTESTE, pediu há mais de seis meses que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária tomasse medidas, e agora está aberta consulta pública.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), abriu consulta pública, para tornar os antibióticos de venda controlada no país, com registro obrigatório dos dados da receita médica.

A partir de setembro, além da exigência da receita, as farmácias serão obrigadas a recolher dados, como o nome do médico que prescrever o medicamento.

A PROTESTE, considera importante coibir o exagero de prescrições e a venda indiscriminada desse tipo de medicamento pelas farmácias, inclusive, para evitar a automedicação, porque o uso abusivo desses medicamentos tem criado uma resistência microbiana.

Em estudo feito em 2009 a Associação constatou que a exigência da receita para a compra de antibióticos não é cumprida pelas farmácias. Foi feita compra de antibióticos sem receita em todas as 20 redes de farmácias e drogarias pesquisadas, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Além de três farmácias vinculadas a supermercados.

O uso indiscriminado desses medicamentos pode acarretar efeitos colaterais como toxidade (atacando os rins, o fígado e o sistema nervoso), disbacteriose (causando dor, coceira na boca e língua, gastrite e diarréia, devido ao desequilíbrio da flora intestinal) e até alergias (causando erupções cutâneas, febre e artrite). E há risco de contribuir para a resistência bacteriana, processo conhecido como múltipla resistência bacteriana, prejudicando o tratamento.

Hoje, 40% dos remédios consumidos no Brasil são antibióticos. O sistema proposto pela Anvisa será parecido com o controle que existe hoje para os psicotrópicos. Além da exigência da receita (que já é obrigatória, mas, na prática, não é pedida), as farmácias serão obrigadas a recolher dados da prescrição. Ainda está em discussão se a receita será retida ou apenas carimbada.

Esse controle já existe em países como Estados Unidos e na Europa. Cinco tipos de antibióticos mais vendidos (ampicilina, amoxilina, sulfametoxazol + trimetoprima, cefalexina e azitromicina) terão um controle ainda mais rigoroso, com notificação eletrônica às vigilâncias sanitárias por meio do Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados.

As contribuições para a consulta pública devem ser enviadas até o dia 17 de julho, por e-mail: ( med.controlados@anvisa.gov.brou por escrito, em formulário próprio, para Agência Nacional de Vigilância Sanitária/CPCON/GFIMP/GGIMP, SIA Trecho 5, Área Especial 57, Brasília- DF, CEP 71.205-050. Sugestões também serão recebidas por fax: (61) 3462- 5833.

Fonte : Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Associe-se já ; www.proteste.org.br

****************************************************************