segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

CORRETOR MARCELO GIL DESEJA À TODOS UM FELIZ ANO NOVO. VIVA 2013 !!!




Desejo à todos, um FELIZ 2013. Que Deus nos abençoe com um ano novo repleto de muitas realizações, inspirações, conquistas, sucesso, saúde e paz.

Forte abraço do amigo que lhes estima com carinho e respeito,


                                                                   MARCELO GIL 
                                                                Corretor de Imóveis 
                                                           Perito Avaliador Imobiliário


**************************************************************************************************************************

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Graduado em Gestão Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i

****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.


****************************************************************************************************************************

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

SERÁ QUE EDUCAÇÃO É ISSO ?



                                                       Imagem meramente ilustrativa.


Autor - Sérgio Oliveira de Vasconcellos Corrêa


Vira e mexe, os meios de comunicação nos põe em contato com teorias, opiniões, experiências e “democráticas” decisões relacionadas com a educação, divulgadas por teóricos, opinadores, curiosos e “otoridades” federais; Confesso que me sinto confuso e já não sei se me tornei um velho chato; se as novas gerações aprenderam mal - se é que aprenderam - ou, se a inversão de valores é a regra geral implantada como estratégia de poder.

Para grande parte da população, a educação é responsabilidade da escola.

Para a maioria dos professores, o aluno deve vir educado de casa.

Para os preclaros e eminentes responsáveis pela Educação no país, a função da escola é informar, instruir e formar.

Em um aspecto todos concordam: “precisamos de educação” e aí está a chave do problema. A totalidade dos que assim dizem colocam-se fora da generalidade, o “precisamos” posto em destaque é direcionado a todos, menos a quem o proclama.

Neste ponto entra em cena o velho educador rabugento e pergunta: Quem pode dar o que não tem? Se precisamos de educação é porque não a temos. Se não a temos, como podemos dá-la?

Na realidade, é o conceito de educação que não está perfeitamente formado na mentalidade do nosso povo e esse conceito independe dos pais, dos professores, do ensino oficial ou particular ou de outro qualquer, ele só será formado a partir da conscientização de que todos somos iguais, não só perante a Lei - como reza a Constituição - mas que os direitos e deveres de cada um, terminam aonde começam os direitos e deveres dos outros. Logo, é através de bons exemplos que, aos poucos, a educação será plantada no seio das novas gerações.

Novamente, entra em cena o velho professor com mais uma pergunta: “Estamos dando bons exemplos à juventude”? Será que: ganância; corrupção; violência; mentiras; traições; organizações criminosas; leis feitas sob medida para não punir quem as faz; desigualdade social, plataforma eleitoral na qual não convém mexer, apenas lembrar que existe a fim de manter cativo o eleitorado; os brasileiríssimos futebol e carnaval, cópia do “pão e circo” dos romanos; o desrespeito com os idosos; a falta de reconhecimento para com os professores; a valorização das mediocridades em detrimento da verdadeira arte; o xenofilismo como antídoto contra os valores nacionais. Esses são bons exemplos? Como se vê a culpa é da sociedade como um todo. Se cada um cumprir com o seu dever e passar a respeitar como gostaria de ser respeitado, talvez em uma geração já possamos dizer: Somos um povo quase educado. (continua)



****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

                http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/12/sera-que-educacao-e-isso.html
         

****************************************************************************************************************************


        Na foto, Marcelo Gil com amigas e amigos em visita a Pinacoteca Benedito Calixto, em Santos. 

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Graduado em Gestão Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O FUTURO DO LIXO DOMÉSTICO EM PORTO ALEGRE !!!





Incineração, transformação em carbono, gaseificação, vapor, reciclagem e compostagem. Uma dessas alternativas ou a combinação entre elas, será o futuro dos resíduos sólidos urbanos de Porto Alegre.

A discussão sobre o que será feito do ‘lixo’ na Capital foi o mote da audiência pública “A destinação do ‘lixo’ em Porto Alegre e a perspectiva da incineração”, ocorrida no auditório do Ministério Público.

Durante a abertura do evento, o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Lemos Dornelles, reforçou a ideia de que há muitos aspectos a serem analisados antes de se apontar a direção a ser adotada. “Temos de discutir e, a partir disso, encontrar alternativas, porque tudo envolve o trabalho dos catadores e a saúde de toda a população”, ponderou.

A Coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Marta Leiria Leal Pacheco, enfatizou que, se por um lado existe um valor agregado cada vez maior aos resíduos, por outro é preciso analisar os movimentos contrários à incineração. “Há leis que proíbem a prática em Maringá, no Paraná. Mas antes de replicar isso no Rio Grande do Sul, estamos buscando a maior quantidade possível de experiências existentes no mundo todo, para que se possa analisar o que é viável economicamente, ambientalmente e socialmente”, disse.

O Promotor-Assessor da Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Cesar Faccioli, avaliou a importância da audiência pública. “O MP está abrindo uma discussão para que a decisão não seja pautada apenas pela lógica econômica”, ponderou.

O Procurador Regional do Trabalho da 4ª Região, Rogério Uzun Fleischmann, destacou que a ideia é prevenir situações como a criada pela Shell na década de 1970 em Paulínea (SP), em que trabalhadores foram contaminados por agrotóxicos que haviam sido proibidos nos Estados Unidos, mas seguiram em produção no Brasil. O processo só encerrou em 2010, com a condenação a pagamento de indenização coletiva de R$ 2 bilhões, além de indenizações individuais. “Queremos ter a certeza dos empresários e gestores públicos de que não haverá problemas sanitários e sociais”, ressaltou.

A audiência foi realizada em uma parceria entre o Ministério Público do estado do Rio Grande do Sul e o Ministério Público do Trabalho. O auditório da sede do MP em Porto Alegre  ficou lotado.

O Procurador de Justiça Paulo Valério Dal Pai Moraes e as Promotoras de Justiça Ana Maria Marchesan e Josiane Brasil Camejo também prestigiaram o evento.


PORTO ALEGRE

A Promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre Annelise Steigleder apresentou um histórico da atuação da Promotoria em relação a problemas relacionados aos resíduos sólidos na Capital, desde o combate aos lixões até a regularização de Centrais de Reciclagem, entre outros.

Já o Diretor do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Carlos Vicente Bernardoni Gonçalves, falou sobre o alto custo gerado pelo ‘lixo’ na Capital. “Vinte caminhões, que juntos representam 1,8 mil toneladas por dia, andam 120 quilômetros para ir até o aterro sanitário de Minas do Leão. Não temos como fugir do novo cenário, que é a Usina”, analisou.

No início do ano, a Prefeitura abriu um edital para manifestação de interesse de empresas que trabalham com transformação de resíduos em energia. Agora, as propostas estão sendo analisadas e o Diretor se comprometeu em realizar uma audiência pública para debater as tecnologias.


PARANÁ

Em Maringá, após protestos da população, a Câmara de Vereadores aprovou lei proibindo a incineração do ‘lixo’. O Professor da Universidade Estadual de Maringá, Jorge Villalobos, lembrou que, tanto o Conselho Estadual de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul (Consema) quanto o Conselho Nacional (Conama) determinam a extinção gradual da emissão de dioxina e furano, provenientes da incineração. Já na União Europeia, um tratado prevê a erradicação dos incineradores até 2020.

“Hoje, é feito monitoramento da saúde da população que vive ou trabalha em um raio de 10 km de onde há usinas, com coleta de sangue e leite materno, além da análise de alimentos produzidos no local”, contou. Além disso, ele informou que, na Alemanha, foram criadas normas muito rígidas de emissões de poluentes em 2010. “A incineração tem alto custo de monitoramento, que sequer existe no Brasil, há estudos recentes que a relacionam com o câncer, e manifestações contrárias em todo o mundo”, finalizou.


BRASIL

O Diretor substituto do Departamento de Ambiente Urbano do ministério do Meio Ambiente, Ronaldo Hipólito, mostrou dados nacionais relacionados ao lixo. Há 1.540 cidades com aterros, que compreendem 58% da população. Há aproximadamente 600 mil catadores, 35 mil deles organizados em associações e outros 30% em situação de extrema pobreza.

A destinação dos resíduos, no total, é realizada 58% em aterros e 39% em locais inadequados. Apenas 2% é reciclado. “Os desafios das políticas públicas de gestão de resíduos passam pela construção de galpões de triagem, apoio à coleta seletiva, centros de resíduos da construção civil, aterros adequados, coleta seletiva porta-a-porta, fortalecimento das associações, centros de compostagem, entre outros”, informou. “Antes de iniciar a incineração, é preciso analisar se o poder calorífico dos resíduos necessários não é alto demais, porque isso pode acarretar no risco de se queimar material reciclável para que a usina se mantenha”, explicou.

Ele também lembrou que, com a queima, os rejeitos serão perigosos, o que criará a necessidade de mais aterros Classe 1, mais caros e com maior potencial poluidor.


PANORAMA DOS CATADORES

O representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, Alex Cardoso, lembrou que a Lei Nacional de Resíduos Sólidos garante aos municípios a possibilidade de contratar associações de catadores sem a necessidade de licitação. “Temos de garantir que nossos direitos sejam cumpridos, porque a reciclagem utilizando mão de obra de catadores é prioridade pela lei”, frisou. Por sua vez, a Coordenadora do Fórum Lixo e Cidadania, Procuradora do Trabalho Margaret Matos de Carvalho, lembrou que, enquanto não houver pagamento pelos serviços prestados pelos catadores, apenas repasse de recursos para custeio, o sistema continuará ineficiente. “O Brasil não é capaz de monitorar os gases produzidos pela incineração e os gestores podem responder por improbidade administrativa caso instalem uma tecnologia que não possa ser fiscalizada”, alertou.

No Paraná, a discussão já existe há alguns anos. Conforme o Procurador de Justiça e Coordenador das Promotorias de Proteção ao Meio Ambiente, Saint-Clair Honorato Santos, o MP irá renovar uma recomendação aos Promotores para que oficiem as Câmaras de Vereadores e o Tribunal de Contas informando sobre a desaprovação das contas dos gestores que não contratarem os catadores de forma direta, sem licitação, para a coleta porta-a-porta.


VÍDEO DE REFERÊNCIA



CRÉDITOS DO VÍDEO O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.


Fonte : Ministério Publico do estado do Rio Grande do Sul - Programa Conhecendo o MP.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

      http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/12/o-futuro-do-lixo-domestico-em-porto.html
         

****************************************************************************************************************************


  Na foto, Marcelo Gil no Laboratório de Biotecnologia da Universidade Católica de Santos - UNISANTOS.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Graduado em Gestão Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

CORRETOR MARCELO GIL DESEJA À TODOS UM FELIZ NATAL !!!



Prezadas Amigas e Amigos,

Desejo a todos, de coração, um FELIZ NATAL repleto de muitas Alegrias, Amor, Luz e Paz.
Que possamos sempre nos lembrar do verdadeiro significado do natal, do nascimento de JESUS, um homem que com seu sacrifício, dividiu a história do mundo em antes (a.c) e depois (d.c), do seu nascimento.
Independente da nossa crença ser tão pessoal, e merecedora de todo respeito, temos de concordar que vivemos no ano de 2012 da era cristã.
Que a história de JESUS, possa ser lembrada sempre como motivação para sermos melhores para nós mesmos e para todos aqueles que nos rodeiam, ainda que possamos preferir silênciar em muitas ocasiões em benefício do bem comum.
Que Deus em sua infinita bondade e poder, abençoe a todos, com a realização dos seus bons sonhos e ideais, e que eles realizados lhes tragam sempre, a certeza da proteção espiritual, da luz, para que em vosso caminho haja sempre grandes vitórias, é o que lhes desejo de coração.
Forte abraço do amigo que lhes estima com carinho, respeito e admiração,


                                                                   MARCELO GIL 
                                                                Corretor de Imóveis 
                                                           Perito Avaliador Imobiliário


**************************************************************************************************************************


                                                Na foto o Corretor Marcelo Gil no Guarujá.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Graduado em Gestão Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i

****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.


****************************************************************************************************************************

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

DESENVOLVIMENTO DE TRATAMENTOS MAIS EFICAZES PARA CONTROLE DO CÂNCER !!!



                                                      Imagem meramente ilustrativa.


Em uma pesquisa com vistas ao desenvolvimento de tratamentos mais eficazes contra o câncer, a pesquisadora espanhola María Blasco, diretora do Centro Nacional de Investigações Oncológicas (CNIO), busca conhecer detalhes dos mecanismos do envelhecimento celular, que se iniciam após o nascimento, para aplicar o mesmo princípio no controle da doença por meio do impedimento da renovação celular do tumor.

Para isso, ela estuda o papel dos telômeros, que são a parte mais extrema dos cromossomos, responsáveis por manter a integridade e funcionalidade das células, e da telomerase, enzima responsável por manter intactos os telômeros, bem como sua capacidade de adicionar sequências específicas e repetitivas do DNA.

O estudo foi apresentado em Madri durante o “Fronteras de la Ciencia – Brasil y España en los 50 años de la FAPESP”. O simpósio integra as comemorações dos 50 anos da FAPESP e reuniu em Salamanca (10 a 12/12) e em Madri (13 e 14/12) pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa paulistas e de diferentes instituições congêneres do país ibérico.

Segundo Blasco, os genes embrionários, com características que denomina em sua pesquisa como “células onipotentes”, são capazes de reconhecer a presença, nos cromossomos, dos telômeros, responsáveis pela adição de novas sequências celulares, garantindo a renovação celular e, em última instância, a manutenção das próprias espécies.

A telomerase, que se interrompe no momento do nascimento e deixa de se expressar na maior parte dos tecidos, faz com que as células se deteriorem de maneira progressiva, com o simples passar do tempo. Esse comportamento é apontado por Blasco como uma das causas do envelhecimento.

O que ela e sua equipe tentam, agora, é descobrir como esse processo é interrompido, para reproduzir essa interrupção também nas células cancerosas, que, ironicamente, conseguem reativar o mecanismo de renovação da telomerase, tornando-se capazes de renovar constantemente seu conjunto de células tumorais e, consequentemente, manter o desenvolvimento constante da doença.

“Quando os telômeros perdem sua capacidade de ação ocorre a morte celular. Por contraste, as células do câncer seriam imortais, precisamente, por serem capazes, de maneira aberrante, de reativar a telomerase, o que ocorre na grande maioria dos tumores humanos”, disse Blasco à Agência FAPESP.

Segundo a pesquisadora, mais de 95% dos tumores humanos têm que reativar a telomerase para escapar de um “destino de morte”, inerente às células.

A busca dos pesquisadores em Madri está concentrada em uma terapia gênica para o tratamento do câncer, mas deixa entrever uma possibilidade de conhecimento que se amplia para todo o processo de envelhecimento.

“Olhamos para esta questão porque sabemos que, ao medir a ação dos telômeros, poderemos entender como eles atuam no processo de envelhecimento celular em todos os tecidos, incluindo as células-tronco. A ação do câncer visa reativar a telomerase para interromper o processo de envelhecimento do tumor, e é esse mecanismo que pretendemos dominar”, disse Blasco.


MEDIÇÃO DA SAÚDE

Para o grupo do CNIO, também há evidência genética de que a telomerase é determinante para o processo de envelhecimento. “Algumas pessoas apresentam uma patologia denominada síndrome telomérica, que consiste em mutações nos genes da telomerase ou em genes importantes para seu funcionamento”, disse Blasco.

Basicamente, essas mutações levam a enfermidades que se caracterizam pela perda prematura da capacidade de regeneração dos tecidos. Por isso, a medição dos telômeros poderia ser uma maneira de medir a própria saúde, com a possibilidade de prever enfermidades e propor novos tratamentos.

Os cientistas espanhóis ainda se detêm sobre a análise, em modelos animais, da toxicidade dos materiais voltados para a reativação da telomerase, que poderiam levar ao desenvolvimento de fármacos, uma das possibilidades resultantes desses estudos.

Atualmente, a equipe de Blasco desenvolve modelos para medir o efeito da telomerase no organismo e dominar processos que sirvam para aumentar o período de vida saudável, ou seja, tornar as pessoas menos suscetíveis a enfermidades.

“Os genes se encarregam de eliminar as células doentes. Ao dominarmos esse processo, poderíamos aumentar a telomerase e, consequentemente, desenvolver estratégias terapêuticas para aumentar o tempo de vida livre de doenças”, disse.


Fonte : Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

      http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/12/desenvolvimento-de-tratamentos-mais.html
         

****************************************************************************************************************************


Na foto, Marcelo Gil com Colegas, e Mestre no Laboratório de Biotecnologia da Universidade Católica de Santos - UNISANTOS.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Graduado em Gestão Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

AVANÇOS NO TRATAMENTO DO CÂNCER !!!



                                                        Imagem meramente ilustrativa.


Há muito tempo os pesquisadores sabem que o câncer é uma doença genética, ou seja, resultado de um acúmulo de alterações no genoma causadas ao longo da vida pelo envelhecimento, por fatores hereditários ou por agentes externos como radiação e tabaco.

Somente nos últimos anos, porém, graças à evolução e ao barateamento das metodologias de sequenciamento e de análise do perfil de expressão dos genes, os cientistas estão conseguindo desvendar as alterações específicas por trás de cada tumor.

De posse dessas informações, os médicos podem prever, por exemplo, o grau de agressividade do tumor, sua capacidade de se disseminar para outros órgãos e sua sensibilidade a determinados tipos de drogas – o que permite planejar novas estratégicas terapêuticas de forma personalizada.

O tema foi abordado por Rogelio González-Sarmiento, do Centro de Pesquisa em Câncer da Universidade de Salamanca (Usal), no dia 11 de dezembro, durante o evento “Fronteras de la Ciencia – Brasil y España en los 50 años de la FAPESP.

O simpósio integra as comemorações dos 50 anos da FAPESP e reúne, nas cidades de Salamanca (10 a 12/12) e Madri (13 e 14/12), pesquisadores do Estado de São Paulo e de diferentes instituições de ensino e pesquisa do país ibérico, em uma programação intensa, diversificada e aberta ao público.

“As técnicas de sequenciamento de nova geração têm permitido aos pesquisadores, em laboratórios, redefinir as classificações dos tumores com base em critérios moleculares. Essa mudança de paradigma está modificando a estratégia terapêutica dos oncologistas”, disse Sarmiento.

Além das alterações genéticas propriamente ditas – que são aquelas em que ocorre modificação na sequência do DNA, como as mutações pontuais, deleções, inserções e os rearranjos cromossômicos –, as alterações epigenéticas também podem ser causa de câncer, de acordo com Manel Esteller, diretor do Programa de Epigenética do Instituto de Investigação Biomédica de Bellvitge, em Barcelona.

“Podemos imaginar que o genoma é o hardware de nosso computador e a epigenética é o software que faz esse hardware funcionar”, disse Esteller à Agência FAPESP.

Por essa razão, acrescentou o pesquisador, gêmeos idênticos podem desenvolver doenças diferentes, apesar de compartilharem o mesmo DNA. “Eles têm o mesmo hardware, mas diferentes softwares. São alterações químicas que regulam a expressão dos genes”, disse.

Entre as alterações químicas conhecidas, a mais importante é a metilação do DNA, reação que envolve a adição de um grupo metil (CH3) a determinadas partes do DNA e muda o padrão de expressão dos genes.

“É um processo fisiológico de regulação dos genes. Por exemplo, as células do nosso cérebro têm o mesmo DNA que as células do nosso coração, mas têm diferentes funções. Em boa medida, isso ocorre graças à metilação do DNA. O que acontece no câncer é que existe uma mudança global na metilação do DNA e isso cria um software corrompido”, explicou Esteller.

As causas das alterações epigenéticas são, segundo o pesquisador, muito parecidas com aquelas responsáveis pelas modificações na sequência do DNA. Entre elas uma das mais importantes é o envelhecimento.

“É possível medir a idade biológica de uma pessoa ao analisar o perfil de metilação de DNA. Ao longo da vida passamos por experiências que mudam nossas células. O processo de metilação do DNA diminui e isso deixa os cromossomos mais frágeis e mais fáceis de serem corrompidos”, disse Esteller.

Apenas alguns poucos genes – e justamente aqueles responsáveis por nos proteger contra o câncer – passam a sofrer mais metilação devido ao envelhecimento e têm sua expressão bloqueada. “Nos países desenvolvidos, a idade é hoje o maior fator de risco para o câncer”, disse.


Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

        http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/12/avancos-no-tratamento-de-cancer.html
         

****************************************************************************************************************************


Na foto, Marcelo Gil com Colegas e Professor Flávio Rodrigues Corrêa, da Universidade Católica de Santos, na Estação de Tratamento de Esgoto do Macuco em Santos.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

SANCIONADAS PELA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF AS LEIS QUE ALTERAM O CÓDIGO PENAL E ESTABELECEM OS CRIMES ELETRÔNICOS NA INTERNET !!!



                                                         Imagem meramente ilustrativa.


A presidenta Dilma Rousseff sancionou duas leis que alteram o Código Penal brasileiro para estabelecer os crimes eletrônicos na internet e suas respectivas sanções.

Os projetos foram aprovados pela Câmara dos Deputados no dia 7 de novembro. A sanção foi publicada nesta segunda-feira, dia 03, no Diário Oficial da União - (DOU).

Uma delas é a Lei nº 12.737 que tipifica crimes com uso de dados de cartões de débito e crédito sem autorização do proprietário. Essa prática é equiparada à falsificação de documento particular e as penas variam de um a cinco anos e multa.

A lei também considera crime a invasão de dispositivos eletrônicos como celulares, notebooks, desktops, tablets ou caixas eletrônicos para obter ou adulterar dados e obter vantagens ilícitas. As penas podem variar de três meses de prisão a três meses a dois anos de prisão e multa.

Ela define ainda como crime a prática de interrupção intencional do serviço de internet de empresas. As penas, nesse caso, variam de um a três anos de detenção e multa.

A presidente também sancionou a Lei nº 12.735, mas com dois vetos. Um deles foi ao artigo 2º, que equiparava o cartão de crédito ou débito a um documento particular, devido à existência de legislação anterior que define crimes com uso de cartões.

Também foi vetado o artigo 3º, que alterava o Código Penal Militar, punindo a entrega ao inimigo ou expondo a perigo navio, aeronave, força ou posição, engenho de guerra motomecanizado, provisões, dado eletrônico ou qualquer outro elemento de ação militar e a perda e destruição desses dados. A regra foi considerada muito ampla, o que inviabilizaria a determinação exata do crime.


LEI 12.737 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012

Fonte : Presidência da República - Casa Civil / Subchefia para Assuntos Jurídicos .

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

       http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/12/sancionadas-pela-presidenta-dilma.html
         

****************************************************************************************************************************


                                Na foto, Marcelo Gil ne sede da FECOMERCIO em São Paulo.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

MÚSCULO ARTIFICIAL 85 VEZES MAIS FORTE DO QUE O DO HUMANO É DESENVOLVIDO POR PESQUISADORES !!!



                                                     Imagem do nanotubo de carbono.


Um grupo internacional de pesquisadores, que inclui cinco brasileiros, desenvolveu um fio dezenas de vezes mais forte do que o músculo humano. Os resultados do trabalho com nanotubos de carbono embebidos em parafina, além de vídeos de demonstração do material, foram publicados pela revista Science.

Similar a um fio de lã, o material é formado por fibras compostas por feixes de nanotubos de carbono – estruturas cilíndricas ocas, como canudos, constituídas por átomos de carbono ocupando vértices de hexágonos, que são leves, condutoras e dezenas de vezes mais resistentes do que o aço.

O material durante contração foi capaz de desenvolver uma potência de 27,9 kW/kg, enquanto o máximo que o músculo humano consegue desenvolver é cerca de 85 vezes menos. Ao ser torcido, o fio forma uma estrutura helicoloidal (de uma hélice) e se contrai por completo a uma velocidade de apenas 25 milionésimos de segundo – o que lhe permite suportar objetos atados com peso cem mil vezes maior do que o dele.

Os pesquisadores observaram que a contração do fio também pode ser induzida por um estímulo térmico, produzido por uma corrente elétrica ou luminosa, em função de o material possuir capacidade de absorver radiação e aumentar sua própria temperatura em níveis mais altos do que os de outros.

Além disso, também constataram que a contração do material poderia ser potencializada ao revesti-lo com parafina de cera, que tem a capacidade de se expandir muito rapidamente quando exposta a uma fonte de calor.

Por meio da combinação das propriedades dos dois materiais, quando o fio é aquecido por meio da exposição a uma lâmpada incandescente ou de uma corrente elétrica, a parafina da cera que o reveste se expande, obrigando o fio se contrair. Já quando se resfria, o material retorna ao estado inicial, provocando o relaxamento do fio, como ocorre com o músculo humano.

“Por causa da expansão e contração da parafina, o fio pode realizar ciclicamente esse movimento de contração e relaxamento que pode ser aplicado para erguer objetos muito mais pesados do que ele”, disse Alexandre Fontes da Fonseca, professor do Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Bauru, e um dos autores do estudo, à Agência FAPESP.

De acordo com os autores da pesquisa, uma das possíveis aplicações tecnológicas do fio de nanotubos de carbono revestidos com parafina de cera estaria no desenvolvimento de tecidos inteligentes, com proteção contra o fogo.

Como o fio tem a capacidade de se contrair instantaneamente só em função do aumento da temperatura, em uma explosão um tecido feito com o material teria a capacidade de fechar os poros rapidamente e impedir a exposição ao fogo.

O material também pode ser utilizado para o desenvolvimento de “músculos artificiais” para o controle de movimentos de próteses externas (exoesqueletos) e robôs, para alavancas mais eficientes para mover objetos além de em cateteres, que podem ser empregados em intervenções minimamente invasivas, como no caso da desobstrução de artérias.

Mas um dos maiores interesses no material é para aplicações militares, em dispositivos que protejam balisticamente soldados, por exemplo. Os dois principais financiadores do estudo nos Estados Unidos foram a Marinha e a Força Aérea norte-americana.

“Esse material, provavelmente, vai gerar dezenas de patentes”, disse Douglas Soares Galvão, professor do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e autor da pesquisa.

Essa não foi a primeira vez que se obteve um fio de nanotubos de carbono. Em um trabalho anterior, realizado pelo próprio grupo, foi desenvolvido um fio que, em vez de ser embebido em parafina de cera, necessita de uma fonte líquida ou eletrolítica para funcionar. Porém, em função disso, as vantagens da leveza dos nanotubos de carbono eram perdidas porque se necessitava de uma fonte muito mais pesada do que o material para utilizá-lo.

“O grande avanço desse novo fio de nanotubos de carbono revestido com parafina é que ele pode operar no ar, sem fonte externa. Só a luz é suficiente para fazer com que ele se contraia”, comparou Galvão.

Galvão mantém há mais de 20 anos colaborações científicas com o grupo de cientistas do NanoTech Institute da Universidade do Texas em Dallas, nos Estados Unidos, onde foi realizada a parte experimental do estudo por um grupo que inclui os brasileiros Márcio Dias Lima e Mônica Jung de Andrade –autores principais do trabalho.

Os outros autores brasileiros do projeto – Leonardo Dantas Machado, que realiza doutorado no IFGW da Unicamp sob orientação de Galvão, com Bolsa da FAPESP, e Fonseca, da Unesp de Bauru, que também realizou suas pesquisas de iniciação científica, doutorado e pós-doutorado com Bolsa da FAPESP – também passaram pelo Instituto de Nanotecnologia da universidade norte-americana.


CONTRIBUIÇÃO BRASILEIRA

Uma das principais contribuições dos pesquisadores sediados no Brasil no estudo foi analisar as propriedades estruturais, mecânicas e o comportamento elástico-mecânico dos fios de nanotubos de carbono.

O trabalho de Fonseca, por exemplo, foi compreender melhor o processo de formação da estrutura helicoloidal das fibras de nanotubos de carbono quando são torcidas.

O objetivo da pesquisa foi aumentar o entendimento sobre as contrações na escala dos nanotubos de carbono individuais do fio. Mas o grupo de cientistas ainda não sabe se os nanotubos de carbono apresentam contração ou expansão térmica negativa.

No caso do grafeno, por exemplo, que consiste de um nanotubo de carbono desenrolado, alguns estudos demonstraram que, quando aquecido até menos de 700 graus, o material encolhe, em vez de se expandir, devido a vibrações dos átomos fora do plano da estrutura. “Ainda há dúvidas se os nanotubos de carbono individuais se contraem ou não e não há uma conclusão definitiva sobre isso”, disse Fonseca.

Por meio de um projeto de pesquisa que iniciou em setembro, com apoio da FAPESP, o pesquisador pretende estudar em nível microscópico o comportamento térmico de contração e expansão de nanotubos de carbono individuais por meio de simulações atomísticas para tentar compreender as propriedades mecânicas e elásticas mais gerais do fio.


Fonte : Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

     http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/11/musculo-artificial-85-vezes-mais-forte.html
         

****************************************************************************************************************************


Na foto, Marcelo Gil no Seminário Planos de Saúde: Acesso, Qualidade e Informação, realizado pela PROTESTE em 09 de outubro, na Assembléia Legislativa de São Paulo.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

terça-feira, 27 de novembro de 2012

ESPECIALISTAS AFIRMAM QUE NORDESTE TEM ÁGUA MAIS SOFRE COM A FALTA DE CAPILARIDADE NA SUA DISTRIBUIÇÃO !!!



                                                       Imagem meramente ilustrativa.


A fome, sede e as perdas agrícolas enfrentadas, anualmente, por quase 20 milhões de brasileiros que vivem no Semiárido nordestino, poderiam ser evitadas se existisse um programa de abastecimento de água para a região nos mesmos moldes do Programa Luz para Todos.

O defensor da proposta, João Abner Guimarães Júnior, especialista em recursos hídricos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), garante que o novo sistema solucionaria, inclusive, os impactos agravados em anos com estiagem mais prolongada como o atual.

As cidades nordestinas estão enfrentando desde o último mês de janeiro uma das maiores secas dos últimos 30 anos. As previsões meteorológicas indicam que as chuvas só devem cair no Semiárido a partir do ano que vem.

“Tem água para consumo humano e animal, tem água sobrando. Tem estoques de água suficiente para atender plenamente, mesmo nesta época como agora. São 10 bilhões de metros cúbicos armazenados na região acima do Rio São Francisco, em grandes reservatórios”, detalhou Abner. Segundo ele, um sistema adutor com capilaridade seria suficiente para atender a toda a demanda local, comprometendo menos de 20% da disponibilidade hídrica dos reservatórios.

Ao apresentar dados de armazenagem de água no Nordeste, durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados sobre o problema da seca na região, o pesquisador destacou que o Semiárido brasileiro é um dos sistemas ambientais mais chuvosos do mundo, mas o acesso à água não está democratizado.

“Os cerca de 60 mil açudes que têm hoje no Nordeste ficam lá, sendo reservados para consumo humano. Enquanto isso, 95% da água se perde em evaporação. Na hora que tiver um sistema integrado que traga água [das grandes barragens] para o abastecimento humano, você libera os pequenos açudes para a produção de feno”, disse, ao criticar a falência do sistema de abastecimento da região.

“A solução para o período de vacas magras tem que passar pelo aproveitamento do período de vacas gordas. Seria o [programa] água para todos, que representaria uma revolução também para a agricultura. Isso custaria cerca de R$ 20 por ano, por habitante. É um custo menor do que o custo do carro-pipa. É um terço do valor da transposição do Rio São Francisco”, afirmou.

A situação do Semiárido nordestino, segundo os especialistas, reflete falhas do cenário nacional. O Brasil concentra a maior parte da água escoada no mundo, mas enfrenta problemas de má distribuição: 72% estão na Região Amazônica; 19% no Centro-Oeste; 6% no Sul e Sudeste; e apenas 3% no Nordeste.

João Suassuna, pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, lembrou que em períodos de estiagem mais intensas, metade da população local sofre com a seca e fome. “Oitenta por cento das secas do Nordeste ocorrem no miolão da região. E a seca não é por falta de água, mas pela má distribuição dessa água”, criticou.

Segundo ele, a solução para o problema da seca deve ser baseada em medidas de convívio com as condições climáticas características da região. Para Suassuna não serão grandes obras que apontarão o fim do sofrimento da população afetada. As barragens instaladas na região Nordeste têm potencial de armazenagem de 37 bilhões de metros cúbicos.

“Mas não tem uma política para captar essa água e levar para quem precisa”, criticou. “Há 18 anos sou contra a transposição [da Bacia do Rio São Francisco] porque vai chegar onde já é abundante. Vai abastecer represas nas quais as populações no entorno estão passando sede. Esta população vai continuar sofrendo com a seca e sendo abastecida por caminhões-pipa, mesmo depois da transposição”.

No Ceará, por exemplo, as 8 mil represas poderiam armazenar 18 bilhões de metros cúbicos, segundo Suassuna. Pelas contas do pesquisador, apenas o Açude Castanhão, a maior barragem do Nordeste, seria capaz de atender a todas as cidades cearenses. A capacidade de aproveitamento do recurso também está acima das expectativas nos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.


REVISTA DAE - SETEMBRO A DEZEMBRO DE 2012 


Fonte : Blog Gestão Ambiental da UniSantos, Agência Brasil e Revista DAE.

Matéria indicada pelo Professor Flávio Rodrigues Corrêa  - ( Saneamento Básico - UNISANTOS ).

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

    http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/11/especialistas-afirmam-que-nordeste-tem.html
         

****************************************************************************************************************************


Na foto, Marcelo Gil com Colegas e Professor Flávio Rodrigues Corrêa, da Universidade Católica de Santos, na Estação de Tratamento de Esgoto do Macuco em Santos.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

STJ DECIDE QUE CURSOS SUPERIORES NO MERCOSUL DEVEM SER RECONHECIDOS EM SEUS PRÓPRIOS PAÍSES PARA SEREM ACEITOS NO BRASIL !!!



                                                        Imagem meramente ilustrativa.


A exigência está no Decreto 5.518/05, que incorporou no ordenamento jurídico brasileiro o Acordo de Admissão de Títulos e Graus Universitários para o Exercício de Atividades Acadêmicas nos Estados Partes do Mercosul. Com base nesse dispositivo, a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu provimento a recurso da Universidade Federal do Paraná (UFPR) contra decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que deverá reanalisar o caso.

O TRF4 admitiu o registro, sem revalidação, de título de curso de doutorado para fins de docência concedido pela Universidad del Museo Social Argentino. No recurso ao STJ, a UFPR alegou que houve ofensa a vários artigos do Decreto 5.518, que regula o reconhecimento de diplomas de instituições do Mercosul.

Apontou que o curso oferecido pela universidade argentina não era reconhecido ou credenciado pela Comissión Nacional de Evaluación y Acreditación Universitaria (Coneau) – órgão responsável por certificar cursos naquele país, o que impossibilitaria a revalidação do diploma, mesmo que só para docência e pesquisa.


QUESTÃO RELEVANTE

A ministra Eliana Calmon, relatora do recurso, destacou que, para admitir os títulos acadêmicos expedidos por instituições estrangeiras, o Decreto 5.518 exige que os cursos sejam reconhecidos e credenciados em seus países de origem. Segundo ela, o reconhecimento do curso argentino não seria matéria incontroversa nos autos, pois a questão não foi objeto de discussão e análise no julgado do TRF4, embora a UFPR tenha apresentado embargos de declaração com esse argumento. Os embargos foram rejeitados sem análise da questão.

Para a relatora, verificar se o curso concluído está credenciado na Coneau é essencial para o exercício dos direitos previstos no acordo de reconhecimento. “A questão de o curso ser ou não reconhecido e credenciado deve ser expressamente enfrentada pela instância ordinária, à luz das provas documentais constantes nos autos, para fins de verificação de eventual ofensa às disposições constantes do referido acordo”, concluiu a ministra.

Seguindo o voto da relatora, a Turma, em decisão unânime, deu provimento ao recurso para cassar a decisão que rejeitou os embargos de declaração e determinar que o TRF4 reaprecie a tese colocada pela UFPR.


Fonte : Superior Tribunal de Justiça.

Processo de referência : REsp 1280233.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

       http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/11/stj-decide-que-cursos-superiores-no.html
         

****************************************************************************************************************************


             Na foto o Corretor Marcelo Gil participando de Seminário Internacional da PROTESTE.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

CÂMARA DOS DEPUTADOS APROVA PROPOSTA QUE CRIA REGRAS MAIS RÍGIDAS PARA A COMPROVAÇÃO DE INFRAÇÕES DE TRÂNSITO POR RADARES !!!



                                                        Imagem meramente ilustrativa.


Comissão de Viação e Transportes da Câmara do Deputados, aprovou proposta que cria regras mais rígidas para a comprovação de infrações de trânsito por meio de equipamentos eletrônicos.

Segundo o texto aprovado, só serão consideradas as infrações de limite de velocidade quando flagradas por aparelho eletrônico que detecte, registre e também exiba ao condutor, no instante do cometimento da infração, a velocidade com a qual circula o veículo.

Será considerada como “não comprovada” a infração detectada por aparelho eletrônico ou por equipamento audiovisual estático, móvel ou portátil, em áreas urbanas.

Também será invalidada a infração registrada por aparelho eletrônico ou por equipamento audiovisual instalado em desacordo com a regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

O texto aprovado pela comissão é o substitutivo do relator, deputado Alexandre Santos (PMDB-RJ), ao Projeto de Lei 1014/11, do deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF). Originalmente, a proposta apenas desconsiderava as punições aplicadas por equipamentos instalados em desacordo com as normas do Contran.


SUGESTÕES ACOLHIDAS

Para formular o substitutivo, o relator acolheu sugestões de dois projetos em análise conjunta – os PLs 1864/11, do deputado Otoniel Lima (PRB-SP); e 2936/11, do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG).

O primeiro proíbe a comprovação de faltas no trânsito por meio de aparelhos eletrônicos ou equipamentos audiovisuais nos centros urbanos. Já o segundo prevê o reconhecimento de infração por excesso de velocidade somente quando registrada por aparelho eletrônico capaz de detectar, registrar e exibir ao condutor, no momento da ocorrência, a velocidade do veículo.

Na opinião de Alexandre Santos, essas alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB, Lei 9.503/97) são necessárias para “coibir abusos e interesses escusos e dar à fiscalização do trânsito a transparência necessária”.


TRAMITAÇÃO

O projeto tramita em caráter conclusivo e seguirá para análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).


PL 2936/2011


Fonte : Câmara dos Deputados e SOS Consumidor.

Tópico elaborado por Marcelo Gil.


****************************************************************************************************************************

                                                              Link desta postagem ;

   http://soucidadaoparticipativo.blogspot.com.br/2012/11/camara-dos-deputados-aprova-proposta.html
         

****************************************************************************************************************************


Na foto, o Prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, o Corretor Marcelo Gil e o Presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo - Augusto Viana Neto.

Marcelo Gil é Corretor de Imóveis desde 1998, Especialista em Financiamento Imobiliário e Perito em Avaliações Imobiliárias. Técnico em Turismo Internacional desde 1999. Pesquisador. Agente Intermediador de Negócios. Associado a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - ProTeste. Associado ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC. Membro da Estratégia Global Housing para o Ano 2025. Membro do Fórum Urbano Mundial - Urban Gateway. Filiado a Fundação SOS Mata Atlântica e Colaborador do Greenpeace Brasil.

CONTATO : ( 11 ) 97175.2197, ( 12 ) 8195.3573, ( 13 ) 9747.1006 /// E-MAIL : marcelo.gil@r7.com

SKYPE : marcelo.gil2000i /// FACEBOOK : Corretor Marcelo Gil /// TWITTER : marcelogil2000i


****************************************************************************************************************************

NO GOOGLE PROCURE POR CORRETOR MARCELO GIL.

MARCELO GIL RETORNARÁ EM BREVE COM UM NOVO TÓPICO.

CONHEÇA TODOS OS TÓPICOS PUBLICADOS CLIQUE EM POSTAGENS MAIS ANTIGAS.

****************************************************************************************************************************