quinta-feira, 25 de março de 2010

10 DICAS PARA UMA ÓTIMA ENTREVISTA DE EMPREGO !!!



Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo e com a procura por emprego maior do que a oferta, o que não faltam são exigências na hora de uma empresa admitir um novo funcionário. Um currículo focado, que esteja alinhado com a vaga oferecida é um fator essencial para chegar até a segunda etapa: a da entrevista. Só que é nessa hora que muita gente deixa a vaga a escarpar.

"Detalhes simples, como a maneira de se expressar e de se vestir, podem garantir ou eliminar as chances de contratação do candidato mesmo que ele tenha um currículo invejável", explica a consultora de Rh Maria Estela Souza, da empresa RP1, em São Paulo.

A velha máxima de que a primeira impressão continua valendo e faz a diferença, sim, na hora da contratação. "No processo de seleção, não deve existir preconceito, mas, dependendo do ambiente de trabalho, um visual clássico passará mais segurança do que um estilo mais despojado, por exemplo", diz a consultora. Isso porque, os empregadores estão cada vez mais rigorosos e cautelosos em suas escolhas.

"Uma contratação errada implica em tempo perdido, custos, impacto na produtividade e dor de cabeça para uma empresa". Abaixo, especialistas listam os 10 maiores deslizes que pode-se cometer durante uma entrevista de emprego e a maneira correta de agir para conquistar aquela vaga.

RAIO X DO CANDIDATO

1- Cabelos

Erros: fios bagunçados, com cores exóticas ou cortes radicais. "Se você tiver o cabelo cor-de-rosa pink, por exemplo, ou um topete gigantesco, mas estiver muito bem penteado, pode até passar, mas não é a melhor maneira de comparecer a entrevista", explica Maria Estela.

Acerto: cabelos curtos e bem penteados em cores discretas. "O ideal é exibir um penteado e um corte que não chamem muito a atenção". "Cuidados com aparência não tem a ver com estilo, e sim com higiene e educação. Mesmo com um visual mais radical, é possível se mostrar com discrição e seriedade".

2 - Unhas

Erros: grandes demais, sujas e com aparência de relaxo. "Suas unhas sinalizam o cuidado que você tem consigo mesmo. Se não estiverem limpas ou o esmalte estiver descascado, deixam a impressão de que você não está tão preocupado com a entrevista", explica Maria Estela.

Para a psicóloga Thais Soares e analista de Rh do Grupo Seres, a aparência das unhas são um quesito ainda mais importante, dependendo da função que o candidato irá ocupar. "Se a vaga é para um auxiliar de produção ou de cozinha, a exigência é inquestionável", explica.

Acertos: unhas limpas e bem cortadas. O esmalte deve ter tons discretos, sem serem vibrantes, e jamais deve estar borrado ou descascando.

3- Guarda-Roupa

Erros: Vestir decotes, roupas curtas e justas, cores extravagantes, camisas e ternos muito amassados ou sujos? "Em ambiente de trabalho, uma roupa mais sensual pode chamar mais a atenção do que a competência do candidato e isso pode trazer falatório e problemas futuros", explica Maria Estela.

"Enquanto roupas sujas e amassadas deixam a impressão de relaxo. E, quando o assunto são as cores, é melhor não exagerar. Se por um lado dão mais leveza a pessoa, quando são alegres e vibrantes, por outro, podem tirar a seriedade da ocasião", diz.

O uso do traje social nem sempre é necessário, principalmente se a vaga não fizer esta exigência. "Cada vaga exige um perfil e o candidato tem que estar de acordo com ela, porém, você pode usar um esporte chique ou só o esporte, sem parecer relaxado", explica a analista do Grupo Seres.

Acertos: opte por peças discretas, sociais, confortáveis e com tons neutros. "Fique atento ao aspecto visual da roupa e deixe tudo passado e limpo para não causar má impressão", diz Thais. Os sapatos também são foco. Eles devem estar limpos, preservados e não serem chamativos. Mulheres, deixem os saltos altos e finos em casa.

4 - Tatuagens e Piercings

Erros: deixá-los `a mostra sem nenhum tipo de cuidado com a imagem que se deseja passar na entrevista: "Não podemos exigir que o candidato tenha o estilo careta, mas não dá para chegar na entrevista com um piercing superextravagante", explica Maria Estela.

Acertos: retire os piercings que estejam em lugares muito evidentes (boca, nariz, língua) e que não sejam discretos, além de cobrir partes do corpo tatuadas, que podem que comprometer sua aparência, aconselha.

5 - A Conversa

Erros: Evite os extremos. Tagarelice ou timidez em excesso não são bem-vindas. "Em geral, pessoas que falam demais querem tentar provar para si mesmas que são capazes do que estão afirmando. Já quem fala de menos, pode deixar de passar alguma informação importante e decisiva para a contratação", explica a consultora da RP1.

Acertos: Encontre o equilíbrio. "O certo é responder o que te perguntam de forma clara e objetiva, salientando como pode contribuir para a empresa. Divagar sobre si próprio ou falar somente o básico pode prejudicar seu desempenho", explica.

6 - Detalhes da Vaga

Erros: Muitos candidatos, por necessidade ou ansiedade, questionam o entrevistador sobre salário e benefícios logo no início da conversa. "Quando o candidato vai direto ao ponto parece que ele não está interessado na oportunidade ou em ser um bom profissional, mas somente nos valores", diz Maria Estela.

Acertos: Aguarde o entrevistador abrir os detalhes da vaga. Se não ficar claro, pergunte. "O candidato pode e deve perguntar sobre a vaga e isso até demonstra interesse pela vaga e pela empresa, porém, as perguntas devem soar como dúvidas e, em momentos oportunos, e não podem, em hipótese alguma, parecer cobranças", explica Thais.

7 - Assassinando a Gramática

Erros: Quando se está à procura de um emprego, é preciso dedicação. Não dá para ir à entrevista sem se preparar: "Cada vaga exige um perfil, mas é importante mostrar-se bem informado e disposto a aprender. Erros banais de língua portuguesa e falta de disposição são decisivos na hora da contratação", afirma Maria Estela.

Acertos: O candidato precisa se adaptar a vaga que procura. Hoje em dia, o nível de instrução exigido é muito maior. O ideal é se informar sobre conhecimentos gerais e sobre o ramo da empresa. Além disso, assumir quando não sabe algo, mas mostrando interesse em aprender, é uma característica positiva.

A dica da analista de Rh Thais Soares é que o candidato fique atento a possíveis deslizes. "Se perceber que errou em algum momento, volte e se corrija de maneira educada, sem interromper o entrevistador", diz.

8 - Flagrado na Mentira

Erros: Jamais minta no seu currículo ou na entrevista sobre suas qualificações. "Muitas empresas colocam o candidato em teste prático logo na hora da dinâmica", alerta a consultora.

Acertos: Exponha qualificações que você terá como comprovar, se for contratado. Faça sua apresentação de forma clara, convencendo o entrevistador de que você é o melhor candidato para a vaga.

9 - Postura Desleixada

Erros: Postura desengonçada, ombros caídos, voz trêmula, cotovelos na mesa, olhar disperso e mãos no rosto, em posição de tédio. "O candidato deve mostrar-se sempre confiante. Ficar corcunda, falando baixinho e com cara de medo não dá emprego para ninguém", explica Maria Estela.

Acertos: Passe segurança para que o entrevistador visualize você na função da vaga. "Mantenha a postura ereta e firme, voz em tom natural e braços soltos, olhando sempre para o entrevistador", diz Maria Estela.

10 - Atrasos

Erros: Não chegar na hora combinada para a entrevista denota falta de dedicação e comprometimento com a ocasião. "Imprevistos acontecem, mas o entrevistado deve ser avisado", explica a consultora da RP1.

Acertos: compareça com 15 minutos, ao menos, de antecedência e informe-se se está no lugar certo. Isso evitará transtornos e nervosismo na hora da entrevista.

( Matéria Publicada no Site MINHA VIDA ; www.minhavida.com.br )

quinta-feira, 11 de março de 2010

SAIBA COMO PREVENIR O INCHAÇO !!!



Frio ou calor, ele atormenta a vida de muita gente: o inchaço (ou edema, como também é conhecido) deixa as roupas apertadas, dá aparência de cansaço e causa muito desconforto. Mas, a não ser em casos de desequilíbrio hormonal, é um problema bem simples de resolver. O inchaço é provocado pelo excesso de líquidos no organismo , explica a nutricionista responsável pelo MinhaVida, Roberta Stella.

Comer muitos alimentos ricos em sódio faz com que esse mineral fique em elevada quantidade no organismo, favorecendo o inchaço temporário (quando o sódio for excretado pelos rins, a retenção excessiva de líquidos é solucionada). Entre os alimentos ricos em sódio estão os embutidos (salame, mortadela, presunto), queijos amarelos, enlatados, preparações temperadas excessivamente com sal.

O sal light é composto por 50% potássio e 50% sódio. Ele é uma alternativa para reduzir a ingestão de sódio e, por isso, pode ser utilizado pelas pessoas que tem a propensão em ter uma maior retenção hídrica, substituindo o sal de mesa tradicional.

E engana-se quem pensa nisso como um mal exclusivamente feminino. Os homens também podem apresentar inchaço, principalmente se apresentarem excesso de peso, inatividade física e excesso de sódio na alimentação , afirma a nutricionista do MinhaVida.

Algumas alterações hormonais, no entanto, tornam o corpo feminino mais suscetível a esse tipo de situação. Durante a gravidez, o nível elevado de progesterona é responsável por vários sintomas, entre eles, o inchaço. Porém, o inchaço generalizado pode significar aumento da pressão arterial, principalmente, após o 5º mês de gravidez , alerta a ginecologista Juliana Horschutz, de Americana (SP).

Estudos indicam que a restrição na ingestão de sódio tem pouco efeito na redução do inchaço durante a gravidez. Para combatê-lo, os médicos recomendam a prática de atividade física leve e uso de meia elástica. É importante lembrar que a utilização de diuréticos não é recomendada durante a gestação, porque prejudicam o fluxo de nutrientes na placenta (levando o bebê à morte, em casos graves).

Já durante a tensão pré-menstrual, ocorre o aumento progressivo do nível de progesterona no sangue. A mudança traz sintomas físicos, como o inchaço e outros psicossomáticos (ansiedade, desejo por doces).

Água Contra Retenção de Líquidos

Pode até parecer contraditório, mas beber bastante água é uma excelente medida para eliminar o excesso de líquidos que tem causado o inchaço. Isso porque a filtragem do sangue acaba ocorrendo mais rapidamente, eliminando o sódio acumulado e, portanto, diminuindo o edema.

Mas cuidado com a freqüência do problema. Ter um inchaço crônico pode significar mau funcionamento dos rins, na circulação ou hipertensão. Por isso, é importante investigar as causas desse sintoma quando perceber que ele não desaparece , afirma Roberta. O uso de medicamentos, como os corticóides, também está associado à presença de edema.

Alguns alimentos estimulam o funcionamento renal, aumentando a excreção de substâncias tóxicas e a eliminação de água através da urina, são os chamados diuréticos. Muitos deles também são ricos em fibras, colaborando para o melhor funcionamento do intestino, amenizando outros sintomas como o intestino preso.

Chás, em geral, são diuréticos, assim como algumas frutas (melão, melancia, abacaxi, morango, ameixa), verduras (alface, agrião) e legumes (salsão, cenoura, vagem, abobrinha). Combinados a uma hidratação adequada (cerca de 1,5 litro de água por dia), eles previnem o inchaço e ainda colaboram para que seu intestino funcione com regularidade.

5 DICAS PARA DESINCHAR ;

1. Diminua a ingestão de alimentos ricos em sódio, como embutidos, conservas, picles e queijos amarelos;

2. Aumente a ingestão de frutas, legumes e verduras;

3. Beba, pelo menos, 1,5 litro de água por dia (8 copos);

4. Faça atividade física regularmente;

5. Se o inchaço persistir, procure um médico para que sejam investigadas as causas da retenção hídrica.

( Materia Publicada no Site Minha Vida, Acesse : www.minhavida.com.br ).

domingo, 7 de março de 2010

CITRONELA REPELENTE NATURAL CONTRA A DENGUE !!! INTERESSE PÚBLICO !!!



A citronela é uma planta aromática que ficou bem conhecida por fornecer matéria-prima (óleo essencial) para a fabricação de repelentes contra mosquitos e borrachudos. Considerado um ótimo repelente, o óleo da citronela é rico em geraniol e citronelal.

Há quem pergunte se apenas cultivando a citronela no jardim é possível usufruir do poder repelente da planta. A resposta é sim, mas com uma ressalva : para que o resultado seja positivo, é preciso plantar a citronela no caminho percorrido pelo vento, de forma que leve o aroma até o local de onde desejamos manter os mosquitos afastados.

Uma outra forma de aproveitar o poder repelente da planta é fazer um chá com as folhas da planta e usá-lo para limpar o chão, passar em parapeitos de janelas, etc.

VELAS, CREMES E LOÇÕES

No mercado, podemos encontrar vários produtos fabricados com óleo de citronela, entre eles :

* velas utilizadas como repelentes de insetos

* loções e óleos repelentes, utilizados principalmente no verão, em regiões litorâneas, onde há grande incidência de mosquitos e borrachudos

O método industrial de extração do óleo essencial da citronela é conhecido como "arrasto de vapor". As folhas são colocadas em um recipiente e passam a receber vapor d'água constantemente. A água é aquecida em uma caldeira. Ao passar pelas folhas da citronela, o vapor leva junto o óleo essencial, separado da água, em seguida, por condensação.

Já a extração caseira do óleo essencial da citronela não é muito simples. Segundo informações da Seção de Plantas Aromáticas do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), pode-se colocar as folhas com um pouco de água num panela de pressão: o vapor que sair de lá também vai conter óleo essencial. O problema é recolher este vapor, para daí extrair o óleo.

Uma outra dica é que o óleo essencial da citronela é também solúvel em álcool. Assim, se misturarmos as folhas ao álcool, naturalmente o óleo essencial vai ser liberado. Aqui o problema é o seguinte: outras substâncias presentes na folha, como clorofila e pigmentos, também são solúveis em álcool e, neste caso, não teríamos o óleo puro como se obtém por meio do vapor d'água.

Vale destacar mais um detalhe importante: as folhas de citronela possuem uma concentração mínima de óleo essencial, em torno de 0,5% a 0,6%. Para cada 100 quilos de folhas, extraem-se no máximo 600 gramas de óleo. Ou seja, tentar extrair pequenas quantidades não é nada viável.

*Ajude a divulgar este tópico, a dengue pode ser fatal.